Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

E.V.H.B.

Ao senhor das Decisões,

Caro senhor, passei por suas terras, atravessando suas estradas com vários caminhos, nem sempre fiz o mais seguro, e muito menos aquele que todos diziam estar certo, mas na maioria das vezes passei por aquele mais sombrio e perigoso, onde nenhuma pessoa em sã consciência desejaria atravessar.

Nada mais justo, lembrar que seus caminhos são ao mesmo tempo complicado e simples, sadio ou doentio, longo ou curto. Mas caro Senhor, não posso deixar de agradecer por me oferecer tal caminho a ser escolhido, pois nele consegui chegar até aqui.

Me lembro em um dos caminhos, estava na escuridão total, e a única coisa que me guiava era o perigo que estava por perto, quanto mais eu andava, mais ele me mostrava o caminho. E quanto mais o caminho enxergava, mais longe ficava do que era seguro.

Pois bem meu caro Senhor, usei seu nome para escolher, e escolhi não escolher, posso estar aos olhos de muito errado, mas estou em um caminho, que irá se bifurcar em suas estradas, e que me levará para outro caminho, assim é a estrada do Senhor.


Texto infame de uma pessoa mais infame ainda.

Nenhum comentário: