Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

*hehehe
*Que faço?
*Serei poeta eu?
*Que nada bufão eu sou!
*Chamam-me de bobo, idiota, imbecil...
*Concordo sem rancor!
*Mas, se me chamam de mongo...
*Ah....
*Choro!
*Com louvor!
*Fui coroado, rei dos bufões, dos bobos e dos Arlequinos.
*Sim sou palhaço
*amo o que faço
*vivo rindo, e fazendo os outros sorrir!
*E tu, o que fizeste pela vida!
André Luís Moretto (Palhaço Trupico)

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Meds

       Estranho como não gosto de escrever quando me sinto feliz, ou quando acho que estou feliz. Não sei se é com todos, na verdade "foi" com todos, mas eu imagino que todos grandes escritores, pintores, palhaços e atores são pessoas tristes.
       Pode falar o que quiser, mas inspiração para este que escreve vem da tristeza! Mesmo sendo um texto que fala de amor e amizade, deve vir da vontade de ser amado e ter amigos.

       Não acredito em felicidade plena. Para ser honesto, não acredito mais na fé e bondade, e elas estão cada dia mais tirando um pouco da minha vontade de socializar com qualquer um.

       A única coisa ruim de dormir ultimamente, é saber que acordarei e tudo começa de novo.

Bem, acho que falhei.